Campanha: arrecadação de gibis para a Biblioteca Mauá da Casa da Educação

Publicado por em 21 de fevereiro de 2018

IMG_1358

Uma novidade para os frequentadores da Biblioteca Mauá, da Casa da Educação: o lugar abrigará nesse ano uma gibiteca. Para a montagem do espaço, a Casa da Educação está lançando uma campanha de arrecadação de gibis. As doações podem ser entregues na secretaria da Casa da Educação, de segunda a sexta-feira, de 9 às 18h.
A Casa da Educação fica na Avenida Barão do Rio Branco, nº 03. “Essa iniciativa começou no ano passado. Deixamos disponíveis em alguns cantos da Casa, vários gibis e os alunos passaram a ler entre uma atividade e outra. Uma atitude muito simples, mas que mudou a rotina dos alunos da Casa da Educação Visconde de Mauá. Foi um sucesso! Mas temos poucos agora para nossos muitos alunos, e queremos colocar em novos espaços, incluindo na Biblioteca Mauá”, explicou a diretora da Casa da Educação, Catarina Maul.
Ainda segundo Catarina, alguns gibis serão catalogados e servirão de acervo para somente visitação. “Entre os exemplares, temos edições limitadas e de quadrinistas colecionadores petropolitanos. Mas, também deixaremos gibis dispostos em diferentes espaços da casa, para manuseio simples e de fácil acesso para crianças e jovens. A ideia é promover um contato próximo com a leitura”, contou Catarina.

Biblioteca Mauá
Além dos gibis, a Casa tem na Biblioteca Mauá, um acervo com mais de três mil livros. O local é usado por alunos da rede municipal de Educação, seus responsáveis e profissionais da rede para pesquisas e empréstimos de livros. Os petropolitanos também podem fazer inscrição na Biblioteca. O local funciona de segunda a sexta, em horários variados de 9h às 20h, dependendo do dia da semana.
“Essa biblioteca é um polo de pesquisas importante para rede. O acervo muito rico, com diferentes clássicos da literatura também pode ser consultado pela população”, disse a secretária de Educação Interina, Samea Ázara.
A Biblioteca Mauá conta com títulos importantes para pesquisa como a Coleção Princesa Isabel de fotografias do século XIX; Debret e o Brasil; Dez contos para canções de Chico Buarque e Onze noites em Jerusalém, de Pedro Paixão. Além desses, há títulos infantis como Sítio do Pica Pau Amarelo; A busca do Cavaleiro, Wabi Sabi e o livro sonoro do Gato de Botas. Para reforçar o acervo, a Biblioteca recebeu em 2017, mil livros da Sala de Leitura Antonio Callado, do Instituto Oldemburg, através do projeto “Alegria de Ler”.



Comentários Fechados