8ª Mostra Petrópolis vai contar com oficinas e palestras de profissionais renomados no audiovisual VM Vitor Mattos Responder| qui 23/11, 13:42

Publicado por em 27 de novembro de 2017

mostra ok

Os últimos acertos estão sendo realizados para a Mostra Audiovisual de Petrópolis, que acontece entre os dias 25 de novembro e 1º de dezembro e ocupa vários locais do centro histórico, como o Palácio de Cristal, o Cine-teatro do Museu Imperial, o Palácio Rio Negro e a Casa Claudio de Souza. O evento vai contar com Longas-metragens premiados, conversas animadas com diretores, produtores e atores, oficinas com profissionais do mercado, além da presença de jovens realizadores apresentando e debatendo seus filmes, e atividades culturais e educomunicativas.

Em sua oitava edição, a Mostra já reúne em seu currículo duas indicações ao Prêmio Maestro Guerra Peixe de Cultura e se consolida como importante espaço para o fomento à produção e à difusão de obras de realizadores em suas primeiras experiências com a sétima arte – muitos são ainda adolescentes da Educação Básica ou estão na faculdade.

Desenvolvido desde sempre dentro de um espírito colaborativo, a partir de suas primeiras edições o evento busca construir uma rede de parceiros “amigos da Mostra”, um conjunto de profissionais e instituições com os quais progressivamente criaram-se laços afetivos e construíram-se ações em conjunto, voltadas especialmente para Educomunicação.

A abertura, com a presença de autoridades e convidados, será no dia 25 de novembro, às 19 horas, no palácio de cristal. No domingo, dia 26, dose dupla: uma sessão infanto-juvenil com Historietas assombradas, de Victor-Hugo Borges, além de curtas-metragens de temáticas do universo infantil e muitas brincadeiras para a criançada, a partir das 14 horas. Encerrando a noite, também no palácio de cristal, “Entre irmãs”, de Breno Silveira, com a presença do elenco e da equipe técnica.

Entre os destaques da principal sessão nomeada “itinerâncias”, estão “Um filme de cinema” de Walter Carvalho, “Animal político”, de Tião, “Corpo elétrico”, de Marcelo Caetano, “Todas as razões para esquecer”, de Pedro Coutinho e “Operações de garantia da lei e da ordem”, de Júlia Murat.

Além dos longas, a mostra petrópolis exibirá vários curtas-metragens, nas sessões itinerâncias jovem – que recebeu quase cem inscrições de filmes de jovens filmakers de todo o brasil, universitários ou não, na faixa etária dos 18 aos 30 anos –, na mostra emi – especialmente dedicada aos filmes produzidos pelos alunos do ensino médio integrado em produção de áudio e vídeo, curso técnico do colégio estadual Dom Pedro II – e na mostra videogeração – ação educativa para estimular o audiovisual entre crianças e adolescentes de escolas públicas e particulares, vários educadores, de outras cidades do país, também enviaram seus filmes.

O evento vai contar ainda com oficinas e palestras com grandes nomes do setor. As atividades são todas gratuitas e têm como objetivo, enaltecer a cultura do cinema no município, além de fomentar a formação de plateia e difundir as produções estudantis. Entre os profissionais que virão este ano, estão Pedro Esteves, roteirista do canal de humor “Porta dos Fundos”, Felipe Herzog, diretor assistente da Rede Globo, no ar com a novela “Pega, Pega”, Douglas Soares, diretor e roteirista de cinema, além de Marcelo Del Aguila, professor e maquiador e Margo Margot, figurinista de exposições e shows na capital.



Comentários Fechados