TIPAGEM SANGUÍNEA

Publicado por em 4 de setembro de 2017

grupo-sanguíneo

 

UMA PESQUISA DO INSTITUTO DATAFOLHA APONTOU QUE QUASE A METADE DOS BRASILEIROS NÃO SABEM O PRÓPRIO TIPO DE SANGUE. A INFORMAÇÃO NORMALMENTE É DADA QUANDO OS BEBÊS NASCEM, MAS DEPOIS PODE ACABAR SE PERDENDO. MAIS TARDE EXISTE A POSSIBILIDADE DE SER OFERECIDA NOVAMENTE NA DOAÇÃO DE SANGUE.

35% DAS MULHERES OUVIDAS, PELA PESQUISA DESCONHECEM O PRÓPRIO TIPO SANGUÍNEO. ENTRE OS HOMENS, O ÍNDICE CHEGA A 44%. OUTRO DADO CURIOSO É QUE ENTRE OS BRASILEIROS QUE SABEM A QUAL CATEGORIA PERTENCEM, 30% AFIRMOU SER DO GRUPO Ó NEGATIVO, JUSTAMENTE O MAIS ESCASSO NOS HEMOCENTROS, POR CAUSA DA ALTA DEMANDA. EM SEGUIDA, VÊM OS TIPOS A (21%), B (7%) E AB (3%).

MAS AFINAL QUEM PODE DOAR PRA QUEM, E QUEM RECEBE DE QUEM? OS SANGUES MAIS COMUNS NO BRASIL SÃO: O+, QUE ALCANÇA 37% DA POPULAÇÃO E RECEBE DE O+ E DE O-, DOANDO PARA AB+, A+, B+ E O+. E TAMBÉM O A POSITIVO , QUE ENGLOBA 35% DA POPULAÇÃO E RECEBE DE A+, A-, O+ E O- , DOANDO PARA AB+ E A+. AS OUTRAS TIPAGENS FICAM COM CERCA DE 1 A 9% DA POPULAÇÃO.

É IMPORTANTE CITAR QUE O RESULTADO MEDIANTE A DOAÇÃO DE SANGUE É SÓ UM BÔNUS, UM AGRADECIMENTO AOS DOADORES.

Reportagem: Amanda Leontina



Comentários Fechados