VI Mostra de Audiovisual de Petrópolis pretende mobilizar a cidade em dezembro

Publicado por em 23 de novembro de 2015

film_camera1-620x350

A serra vai ferver de sons e imagens de 4 a 11 de dezembro, durante a VI Mostra de Audiovisual de Petrópolis. Serão oito dias com workshops, debates, mesas-redondas, exibição de filmes produzidos por jovens realizadores, além de sessões de longas-metragens premiados no circuito nacional e informações sobre o mercado, atividades totalmente gratuitas espalhadas por vários espaços da cidade, buscando mobilizar a população do município e arredores para o valor da cultura, da arte e da educação imagética e propiciando acesso à produção de filmakers e de renomados produtores brasileiros.

A sexta edição é uma parceria entre o Ensino Médio Vocacional Profissionalizante em Produção de Áudio e Vídeo (EM-PAV), do Colégio Estadual Dom Pedro II (Petrópolis – RJ) e o Sesc – juntos na difusão do audiovisual como linguagem e arte em todo seu potencial educativo e comunicativo.

A Mostra de Audiovisual integra o Plano de Cultura do município e, como tem sido reconhecida por várias esferas de atuação – artística, cultural, mercadológica, política… –, já faz parte do calendário cultural da cidade. Nesta sexta edição, promoverá dois eventos paralelos. Sediará o II Fórum de Escolas Produtoras de Audiovisual do Estado do Rio, voltado para a discussão de políticas públicas para fomento da produção juvenil e suas estratégias de captação de recursos e inserção de jovens no mercado, repensando-se também os desafios que as novas mídias impõem ao campo educacional e o papel da escola nesse contexto.

Outro evento importante será o Desafio Mofilm 48 Horas, envolvendo equipes de jovens filmakers no desenvolvimento de peça publicitária para campanha promocional da Mofilm Brasil.

 

PROGRAMAÇÃO 

A abertura acontecerá no dia 4 de dezembro, sexta-feira, às 20 horas, no Teatro Mecanizado do Sesc Quitandinha. Procurando atender a públicos diversos, a VI Mostra de Audiovisual foi dividida em programas que ocuparão espaços distintos do município serrano.

De sábado (dia 5) até terça-feira (dia 8), o palco principal será a Praça da Liberdade, bem no coração de Petrópolis. A partir das 20 horas, haverá exibição de curtas-metragens produzidos pelos alunos do EM-PAV seguidos de um longa-metragem nacional.

O Museu Imperial receberá a Mostra nos dias 7, 8 e 9 de dezembro, a partir das 9h30. Na parte da manhã, haverá exibição de filmes seguidos de debates com produtores e elenco e, na parte da tarde, a partir das 13h30, será a vez dos alunos do EM-PAV brilharem na apresentação de suas obras, realizadas ao longo do segundo semestre letivo. Serão documentários, curtas-metragens baseados em textos literários e curtas autorais, combinados com apresentações de teatro, debates e júri de avaliação.

Ainda nos dias 7, 8 e 9 de dezembro, às 18 horas, na Sala de Cinema Humberto Mauro (Centro de Cultura Raul de Leoni – Praça da Águia), acontecerá a culminância do Projeto Videogeração/Papo Maduro – ação educativa da VI Mostra apoiada pelo Sesc – Unidade Nogueira e em parceria com a Secretaria Municipal de Educação e os Centros de Cultura dos distritos (Posse, Pedro do Rio e Nogueira). Sete escolas da rede municipal desenvolveram vídeos sobre a temática “Diversidade” e os apresentarão em sessões coordenadas seguidas de debate com os jovens realizadores.

No dia 10, também na Sala Humberto Mauro, a produtora Aline Castella apresenta o Cine 360º, excepcionalmente numa quinta-feira (o projeto acontece sempre nas primeiras sextas-feiras de cada mês), a partir das 18 horas, reunindo a produção do Ciranda das Artes, do Projeto Reconstruindo memórias e de produtores petropolitanos.

Já nos dias 10 e 11, durante todo o dia, o Quitandinha receberá o público para workshops com profissionais do mercado audiovisual, encontro de educadores, consultoria sobre leis de incentivo à cultura, capacitação de gestores públicos e rodada de negócios para produtores e mais sessões de filmes. A partir das 20 horas, nos dias 9 e 10 de dezembro, haverá ainda sessão Cine Sesc, com a exibição de obras cinematográficas e debates com direção e elenco.

O Desafio Mofilm 48 Horas é outra iniciativa que vai movimentar os jovens, nos dias 10 e 11 de dezembro, com a produção de uma campanha social para a difusão de valores de relevância, envolvendo as escolas que participarão do II Fórum de Escolas Produtoras de Audiovisual do Estado do Rio. São adolescentes e jovens entre 13 e 21 anos, de diferentes regiões do Estado do Rio de Janeiro e mais quatro alunos do norte/nordeste convidados, que estão cursando ou são concluintes de cursos profissionalizantes no campo do audiovisual (escolas públicas com cursos técnicos, oscips e ongs com cursos livres). A proposta é a produção de dez peças publicitárias, em torno de um minuto e meio de duração, que serão exibidas ao final da Mostra, no dia 11 de dezembro.

via Tribuna de Petrópolis



Comentários Fechados